segunda-feira, 26 de junho de 2017

Viajando com bebê

Ando sumida, mas não quer dizer que ando trancada em casa sem viajar nem passear mais...

Claro que com um bebê muito pequeno (ou 9 meses que é a idade atual da minha filha), a gente pensa muito bem antes de escolher a nossa programação, tem que ser agradavel para ela e para nos.

Até agora o que fizemos:

1. Uma primeira viagem de trem para a Normandia (2h40 de trem) quando ela tinha 1 mês.
Na volta houve muito atraso (um acidente com o trem que vinha na frente), chegamos às 2h da manhã em casa, mais de 3 horas de atraso presos no trem, mas ela não chorou nem incomodou nada!
2. Com 3 meses levamos ela para passar o Natal com a minha familia no Brasil. Durante os vôos tudo foi perfeito, pela primeira vez ela dormiu a noite inteira. Infelizmente ela ficou doentinha no Brasil, tivemos que correr para médico, e vimos o quanto é importante viajar SEMPRE com um seguro viagem!!! Até então nunca tinhamos usado.


3. De volta para casa, janeiro entramos em pleno inverno europeu, mas bem quantinha nada nos impedia de sair com ela para cima e para baixo!


4. Em abril fomos para a Alemanha. Ela não gostou muito do avião desta vez, mas adora viajar de trem. Adora museus, restaurantes, parques... Eh uma excelente companhia!




5. Ela curte muito a vida parisiense, atividades culturais e a natureza!



6. E ontem estivemos no Festival Medieval de Provins, ela adorou! Ou seja, não nos privamos de nada com ela. Porém tudo exige um planejamento ainda mais organizado, preparar a bolsa sem esquecer de nada, e voltamos felizes mas é bem mais cansativo. 


Confesso que antes de ter a minha filha realmente eu tinha muito medo de virar muito sedentaria e não "fazer mais nada". Inclusive era a primeira coisa que as pessoas nos diziam quando ficavam sabendo da minha gravidez "agora vocês vão se acalmar!". 
Nada disso aconteceu! Temos muita vontade de mostrar o nosso mundo para ela, e cada vez estamos mais motivados pois ela parece muito feliz com todas as descobertas. O importante é respetar o ritmo do bebê (os soninhos, hora das refeições, de dormir, que ela possa se movimentar, brincar). Estou inclusive convencida que é muito bom para o desenvolvimento dela!

segunda-feira, 13 de março de 2017

Paris, Sempre Paris

Paris sempre linda. Mais de 8 anos morando aqui e ainda me maravilho com tudo!



 Um domingo tranquilo e ensolarado para passear em familia. E filhinha adorou!